Facebook

Jornal do Bairro Alto

Informações que não informam

Às vezes penso que das duas uma: ou o amadurecimento está me roubando a paciência com fatos do cotidiano, ou está me fazendo observar o que eu não percebia anteriormente. Tem me chamado a atenção a maneira como as pessoas dão informações. Eu não sei se é por falta de entendimento ou má vontade, mas quase sempre elas são vagas e não informam.

 

Um desses dias estava eu num shopping e precisava encontrar uma tomada para ligar o carregador do celular. Vi um grupo de “colaboradores” no shopping e perguntei se havia alguma tomada na praça de alimentação. A moça disse que sim. Perguntei em seguida onde ficava a fonte de energia. Ela me disse: “fica lá na frente, perto de um negócio verde”. Com tamanha imprecisão, eu perguntei se era na coluna, na parede no chão... e de que negócio verde ela estava falando. A funcionária me disse apenas: “é só você ir nessa direção (apontando com a mão) que vai encontrar a tomada perto do negócio verde”. Juro que eu tentei, mas não encontrei.

Outro dia um amigo foi até minha casa pela primeira vez  e estava se batendo para encontrar a rua da minha residência. Ele entrou numa bem instalada farmácia e perguntou se alguém sabia onde ficava a rua. Ninguém tinha a mínima ideia. O detalhe é que o endereço ficava justamente a uma quadra da farmácia.  Uma outra vez, num grande supermercado, um amigo procurava uma tábua de passar roupa. Ele perguntou pra todo mundo, mas por falta de familiaridade com a lida doméstica, procurou por uma “mesa de passar roupa”.  Os funcionários acharam que não havia na loja o que ele procurava. Quando ele estava saindo do corredor viu de longe o “obscuro objeto” do seu desejo.

Para informar os funcionários foi logo dizendo: “olha, encontrei o que estava procurando” e mostrou para um grupo de colaboradores. Um deles logo disse: “Ah! o senhor estava procurando era “talba” de passar roupa? Isso tem mesmo. Agora mesa de passar roupa aqui eu nunca vi”. Demos muita risada com os mistérios da comunicação humana. Acho que, às vezes, o maior problema é como pedir uma informação.  

Rua Antonio Cândido Cavalin, 43 - Sala 01 - Bairro Alto - Curitiba - Paraná

CEP 82820-300 - Fone: 41 3367-5874